rússia

A guerra russo-americana à Síria

24 de setembro de 2016

Aldo Cordeiro Sauda O colapso da proposta de cessar-fogo na Síria, firmado por John Kerry, secretário de Estado norte americano, e Sergei Lavrov, ministro das relações exteriores da Rússia, significa, inevitavelmente, o prolongamento da total destruição do país. O potencial pacto russo-americano serviu mais para explicitar, na prática, que as duas maiores potências nucleares do mundo têm importantes pontos estratégicos em comum para Damasco. Ambas buscam preservar do colapso total [...]

Inverno russo de 1993: crônicas da contrarrevolução

5 de fevereiro de 2016

Henrique Carneiro | Cheguei a Moscou, em 18 de setembro de 1993, para cursar introdução à língua russa no Instituto Pushkin. Terminei o primeiro semestre letivo, obtive um certificado e retornei, em 3 de fevereiro de 1994, ao Brasil. Passei pouco mais de quatro meses durante um dos períodos mais decisivos, dramáticos e sangrentos da história contemporânea russa. Vivenciei o último capítulo do processo de colapso da URSS e da transição para a formação da Rússia e dos demais 14 [...]

A natureza da burocracia na história da esquerda

14 de novembro de 2014

Henrique Carneiro Um princípio teórico básico do socialismo é de que o capitalismo não serve porque nele o pleno desenvolvimento das potencialidades do trabalho social não é alcançado por conta da ausência de planificação. Competidores privados disputam desenfreada e egoisticamente entre si as parcelas do trabalho social que são apropriadas da imensa massa dos que trabalham. Estes, completamente desmotivados, a fazem a não ser pela necessidade de sobrevivência e pelo medo à [...]

Contra a guerra e pelo direito à independência e unidade da Ucrânia sem oligarquias capitalistas

31 de março de 2014

Henrique Carneiro Os enormes protestos que derrubaram o governo de Yanukovich na Ucrânia têm um sentido democrático de reivindicar liberdades sufocadas pelo governo, de denúncia da corrupção e de reivindicar a autodeterminação nacional. Começaram contra leis repressivas, enfrentaram a polícia com dezenas de vítimas fatais, levaram à fuga do presidente e obrigaram o parlamento a votar a deposição do presidente, cujos palácios nababescos foram abertos ao povo. A Rússia, no [...]
[email protected]