pensamento político

Pessimismo da razão, otimismo da vontade: notas para um aforisma pré-gramsciano

18 de março de 2015

Betto della Santa Para Edmundo, com saudades.  “A esperança é a alegria inconstante nascida da ideia de coisa futura ou passada de cujo desenlace duvidamos em certa medida. O medo é a tristeza inconstante nascida da ideia de coisa passada ou futura de cujo desenlace duvidamos em certa medida. Segue dessas definições que não há esperança sem medo e nem medo sem esperança. (…). Quem está suspenso na esperança – duvida do possível desenlace –, teme enquanto espera, quem [...]

Mangabeira Unger: da política de ideias à ideia de política

27 de fevereiro de 2015

Betto della Santa “Quem não sabe contra quem luta não pode vencer.” (sabedoria milenar chinesa apud Valerio Arcary.)  Ao dia 5 de fevereiro Roberto Mangabeira Unger foi oficialmente empossado ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) do novo Governo Dilma. Algumas palavras sobre o que fez Marcelo Néri, à frente do Ipea e da SAE, responsável pelo “conceito-chave de nova classe média no Brasil”, e mais outras tantas sobre o que deverá fazer o novo ministro, a [...]

Sobre o trabalho teórico

9 de fevereiro de 2015

Alvaro Bianchi “Mas, meu senhor, afinal, decifrar a Bíblia é da competência dos teólogos da Santa Igreja, ou não?” (Bertold Brecht, A vida de Galileu.) Para um marxismo que se deseja profano a teoria não pode estar subordinada à prática. A sujeição aos ditames da prática implicou sempre na instrumentalização e no empobrecimento de todo conhecimento. Transformada em uma ferramenta para uso imediato a teoria rapidamente se converte em justificativa de ações políticas [...]

Por um marxismo profano

24 de janeiro de 2015

Alvaro Bianchi Certa feita, Jean-Paul Sartre afirmou que o marxismo era a filosofia insuperável de nossa época. Ao afirmar isso registrou o caráter histórico do marxismo, o qual era o ponto de culminância e a negação do pensamento filosófico precedente. A afirmação registrava, ao mesmo tempo, a finitude dessa forma de pensamento, cuja existência encontra-se condenada ao quadro social que ele procurou explicar. Ao reconhecer sua própria finitude, o marxismo assumiu-se como um [...]

Uma nota sobre ideologia no marxismo

31 de outubro de 2014

Valerio Arcary “Principalmente, todos nós atribuímos e tivemos de atribuir o máximo da importância à dedução das concepções políticas, jurídicas e outras concepções ideológicas, bem como aos atos que delas derivam, a partir dos fatos econômicos fundamentais. Ao fazermos isso, descuramos o lado formal em troca do conteúdo – a maneira como surgem essas concepções, etc.(…) A ideologia é um processo que o presumível pensador segue, sem dúvida conscientemente, mas com [...]

Antonio Gramsci em Curitiba

13 de outubro de 2014

Lançamento de livro sobre as ideias do político italiano na capital paranaense contará com a exibição de um raro retrato seu, feito quando este ainda era vivo e prisioneiro do fascismo na Itália. No dia 18 de outubro, sábado, o Museu de Arte Contemporânea do Paraná exibirá ao público uma importante relíquia da luta contra o fascismo que faz parte de seu acervo. Se trata de um desenho do intelectual e dirigente comunista italiano Antonio Gramsci (1891-1937), feito pelo gravurista [...]

“O marxismo brasileiro precisa se renovar”: entrevista com Alvaro Bianchi e Marcelo Badaró

18 de julho de 2014

Daniela Mussi  Em 1998, ano em que o Manifesto Comunista de Karl Marx e Friedrich Engels completou seu 150o aniversário, surgiu no Brasil a Revista Outubro. Seu manifesto de lançamento editorial apresentava uma revista marxista independente, cuja vocação estava na publicação de artigos e resenhas dedicados à atualização da pesquisa teórica e empírica crítica do mundo capitalista. Seu corpo de colaboradores era formado por pesquisadores e professores experientes e jovens acadêmicos [...]

O marxismo morreu. Viva o marxismo!

12 de março de 2014

Daniela Mussi  Como reagir diante de um pensamento que não pode ser abandonado sem, ao mesmo tempo, prender-se a ele como traças ao papel de um velho livro? Como conviver com o pensamento passado sem corroê-lo de maneira gástrica, sem convertê-lo em um cadáver ao qual buscamos dar voz como um títere; sem submetê-lo morbidamente à choques mecânicos, esperando dar vida milagrosa à morte costumeira? Pode não parecer, mas estas são questões pertinentes ao marxismo. Ou ao [...]

Contra o pós-modernismo

18 de dezembro de 2013

Valerio Arcary “Se quiseres conhecer o vilão, põe-lhe uma vara na mão.” (Sabedoria popular portuguesa.) “Desconfia de quem tem cara de mau, mas desconfia mais daquele que tem cara de bonzinho.” (Sabedoria popular argentina.) O pós-modernismo penetrou no debate sobre a história com um arsenal, aparentemente, poderoso e até atraente. O final do século XX foi uma época em que a angústia da busca de um sentido para a existência humana parecia ter naufragado em um [...]

Marxismo e moral: um antigo e importante debate

7 de junho de 2013

Valério Arcary “O fim justifica os meios: A ordem dos jesuítas, fundada na primeira me­tade do século dezesseis para combater o protestantis­mo, nunca ensinou que qualquer meio, mesmo o mais delituoso, de acordo com a moral católica, seja admissível, contanto que leve ao “fim”, isto é, ao triunfo do catolicismo. Essa doutrina contraditória, psicologicamente inconcebível, foi malignamente atribuída aos jesuítas pelos seus adversários protestantes – e às vezes [...]
1 2 3
[email protected]