partidos de esquerda

1975 versus 2015: A consciência após o fim dos Estados Operários

9 de outubro de 2015

No artigo anterior foi mostrada a diferença brutal da luta de classes nos anos próximos à última expropriação da burguesia no Vietnã em 1975 e os anos posteriores ao fim dos antigos 32 Estados Operários. Agora, Enio Bucchioni verifica a evolução da consciência dos ativistas e das massas no mundo inteiro nestes 40 anos. [...]

“O princípio era a ação” A trajetória de Carlos Marighella

20 de agosto de 2015

Américo Gomes Em dezembro do ano passado produzimos um artigo para o site do jornal Opinião Socialista sobre Carlos Marighella. Agora damos continuidade aquele material, abordando outros aspectos de sua vida e militância. Não é fácil escrever sobre um homem que é quase um mito, e teve uma vida agitada e polemica através dos acontecimentos da luta de classes. Marighella era um homem do partido em seu tempo. Colocou a construção daquela que ele acreditava, como sendo uma ferramenta [...]

Hegemonia e crise: noções básicas para entender a situação brasileira

31 de março de 2015

Alvaro Bianchi e Ruy Braga A presente situação política no Brasil pode ser caracterizada como uma crise da forma restrita que a hegemonia das classes dominantes adquiriu no Brasil. Em diversos artigos, caracterizamos a forma presente da hegemonia como uma “revolução passiva à brasileira”, ou seja, um processo de atualização gradual do capitalismo por meio de reformas promovidas diretamente pelo Estado, o qual parecia se destacar de suas bases sociais para melhor realizar sua [...]

As mulheres do PSTU: o caso das eleições gerais de 2014

8 de março de 2015

Karolina Roeder e Eric Gil Foi e ainda é por via de muitas lutas que as mulheres vêm conquistando seus direitos no Brasil e no mundo.[1] Direitos estes notoriamente básicos, tal como o de participar de eleições, votar e ser votada. A legislação brasileira estendeu o sufrágio às mulheres em 1932, há 83 anos, quando pela primeira vez uma mulher teve o direito a voto assegurado no Brasil. No entanto, ficou claro e assentado em texto constitucional somente em 1934, mas, restringindo a [...]

Mário Pedrosa e a formação do PT: notas sobre um sonho traído

20 de fevereiro de 2015

Gabriel Casoni Francisco de Oliveira, na introdução da coletânea de textos de Mário de Pedrosa reunidos no livro Sobre o PT, assinala, premonitoriamente, que aqueles textos “são documentos para História, no duplo sentido da documentação e da consciência da gênese de uma transformação”. Textos, segundo Chico, que “interpretaram a consciência dos novos tempos e propuseram o PT, repetindo uma façanha semelhante à de Colombo, ao colocar o ovo em pé” (OLIVEIRA, 1980, p. 9). [...]

Syriza: partido e política internacional

13 de fevereiro de 2015

Aldo Cordeiro Sauda A imprensa europeia estava em choque. Yanis Varoufakis, ministro das finanças do governo Syriza, apareceu sem gravata em suas reuniões internacionais. A camisa fora da calça, segundo o jornal alemão Die Welt, que o descreveu como um “comunista libertário”, indicaria a “agressividade” de alguém “procurando uma briga de rua”. Todos na União Europeia querem saber se a Grécia realmente subirá ao ringue contra a Alemanha. Em Paris, Londres e Roma, Varoufakis [...]

Sobre o trabalho teórico

9 de fevereiro de 2015

Alvaro Bianchi “Mas, meu senhor, afinal, decifrar a Bíblia é da competência dos teólogos da Santa Igreja, ou não?” (Bertold Brecht, A vida de Galileu.) Para um marxismo que se deseja profano a teoria não pode estar subordinada à prática. A sujeição aos ditames da prática implicou sempre na instrumentalização e no empobrecimento de todo conhecimento. Transformada em uma ferramenta para uso imediato a teoria rapidamente se converte em justificativa de ações políticas [...]

Syriza: partido e programa

6 de fevereiro de 2015

Aldo Cordeiro Sauda A natureza programática do Syriza é tema polêmico. Questões ligadas à permanência na zona do Euro, à dívida externa e à continuidade da Grécia na OTAN tem sido objeto de diferentes disputas internas. Elas são produto das divisões que ocorrem não apenas na esquerda grega, mas em toda sociedade. Afinal, após cinco anos de crise profunda, leituras polarizadas da integração do país à Europa não se restringem mais aos pequenos círculos políticos.[i] Até [...]

Syriza: partido e movimento

2 de fevereiro de 2015

Aldo Cordeiro Sauda O Syriza é hoje a principal organização da esquerda mundial. Mas até junho de 2013, data de seu congresso, o grupo sequer era um partido unificado. Um ano e meio depois, a “Coalizão da Esquerda Radical”, cuja abreviação em grego é “Syriza”, tornou-se o primeiro partido anti-austeridade a assumir a direção de um país europeu.[i] Originalmente apenas um espaço de interação política, a coalizão decidiu consolidar-se em 2004, na véspera de uma disputa [...]

Por um marxismo profano

24 de janeiro de 2015

Alvaro Bianchi Certa feita, Jean-Paul Sartre afirmou que o marxismo era a filosofia insuperável de nossa época. Ao afirmar isso registrou o caráter histórico do marxismo, o qual era o ponto de culminância e a negação do pensamento filosófico precedente. A afirmação registrava, ao mesmo tempo, a finitude dessa forma de pensamento, cuja existência encontra-se condenada ao quadro social que ele procurou explicar. Ao reconhecer sua própria finitude, o marxismo assumiu-se como um [...]
1 2
[email protected]