movimentos sociais

A revolta a favor da ordem: a ofensiva da Oposição de Direita

19 de março de 2015

Felipe Demier Após os atos do dia 15 de março, o governo tentará, por meio de seus intelectuais, blogs e afins, inflar a ameaça reacionária de modo a conseguir a adesão da verdadeira esquerda e dos movimentos sociais independentes. A ultraesquerda sectária, por sua vez, tentará minimizar a ofensiva reacionária sob o argumento de que ela é uma pura invenção governista. Para os marxistas, entretanto, a verdade é a verdade. Reconhecer a força da direita não significa defender o [...]

Três perguntas e três respostas breves sobre um domingo triste

17 de março de 2015

Valerio Arcary “Sem se partirem ovos não se fazem omeletes” “Quem o inimigo poupa, às mãos lhe morre”   (Sabedoria popular portuguesa.) 1. Qual foi o significado das manifestações do 15 de março? O martelo da história pode ser cruel. Doze anos depois da eleição de Lula para a presidência, a fadiga do lulismo abriu o caminho para a reorganização de uma direita com base social ampliada na classe média. Aconteceu neste triste dia 15 de março a maior manifestação [...]

Sobre o direito à cidade e o socialismo

16 de março de 2015

Sabrina Fernandes O discurso do direito à cidade é múltiplo e flexível. Ele é o foco de livros de geografia crítica, figura em tópicos de discussão da política institucional, e possui uma ressonância legitimadora quando debatido em mesas de grandes congressos e seminários. Esse último caso foi visível em um seminário nacional realizado recentemente pelo Governo Federal e outras entidades juntamente às Nações Unidas. Enquanto o Ministério das Cidades, encabeçado por Gilberto [...]

A direita ganha as ruas: o Banana’s Party em perspectiva histórica

15 de março de 2015

Demian Melo Há meio século que a direita brasileira não sabia o que era fazer mobilização de massas. Antes disso só nos anos 1930, no contexto do Integralismo, o fascismo brasileiro ganhou ares de um movimento massivo, alistando milhares de pessoas em várias regiões do Brasil. O golpe que depôs Jango em 1964 contou com o apoio de parcelas da sociedade brasileira, inclusive de suas camadas mais plebéias, mobilizadas pelo medo do “fantasma do comunismo”, o rosário em família e as [...]

Hora de sangue frio

12 de março de 2015

Valerio Arcary “A teoria dos campos burgueses progressivos se justifica com a generalização abusiva de um fato real: as diferenças entre os distintos setores burgueses. Segundo Trotsky, na classe burguesa sempre existem antagonismo muito maiores que no seio do proletariado. É um fato fácil de explicar: para o trabalhador dá no mesmo ser explorado por um patrão ou por outro, seja este “nacional” ou “imperialista”, ainda que entre os distintos setores burgueses exista uma luta [...]

Paranauê, Paraná

17 de fevereiro de 2015

Betto della Santa (*) | Paraná: Do tupi-guarani: Pará + Nã (semelhante ao Mar), braçada de rio-Mar. “Cantar com alegria, Paraná.” (Um toque de ladainha popular para Jogo de Capoeira Angola.) Confusão. Medo. Desorganização. Um clima de tensão generalizada atravessa a manhã do dia 12 de fevereiro entre os e as parlamentares pró-tratoraço.[1] Uma reunião urgente do alto escalão do governismo paranaense é então convocada, via aplicativo de celular, listas de contato e redes [...]

Consciência sindical e a “classe para si”

30 de janeiro de 2015

Rodrigo Vides Vieira “A classe é definida pelos homens enquanto vivem sua própria história e, no final, esta é sua única definição.” (E. P. Thompson) Navegar pelas comunidades de professores nas redes sociais é se deparar, constantemente, com uma afirmação categórica: o professorado é uma classe desunida! Na maioria dos casos (veja bem que não são em todos) a asserção resulta de conquistas não alcançadas por um determinado grupo e que tentam creditar a outro a [...]

Nas ruas por direitos: uma análise das jornadas de junho de 2013

16 de janeiro de 2015

Felipe Demier Sem muitos riscos, pode-se dizer que as ingentes massas que se levantaram em junho de 2013 o fizeram contra os efeitos sociais deletérios de um regime democrático-blindado, o qual começou a ser engendrado ainda sob a (e pela) ditadura bonapartista, medrou e institucionalizou-se nos governos tucanos de Fernando Henrique Cardoso, e foi lapidado pelo transformismo petista no poder. [1] Ainda que difusas ideologicamente e extremamente débeis em seus âmbitos organizativo e [...]

As raízes e perspectivas da luta atual no México: entrevista com Abelardo Marina Flores

15 de dezembro de 2014

A entrevista abaixo foi concedida por Abelardo Marina Flores a Lucia Pradella especialmente para o blog Convergência, com o intuito de divulgar a luta popular no México. Abelardo é professor de Economia Política da Universidad Autônoma Metropolitana-Azcapotzalco (Cidade do México) e tem participado ativamente das mobilizações recentes. Na entrevista Abelardo analisa a luta atual contra a repressão aos movimentos de trabalhadores no país localizando suas raízes políticas e sociais. [...]
1 2 3
[email protected]