cinema

Walking Dead e o marxismo

26 de novembro de 2016

Henrique Canary |   A série televisiva norte-americana The Walking Dead (TWD), baseada nos quadrinhos homônimos de Robert Kirkman, tem gerado interessantes discussões, inclusive nos meios de esquerda. O enredo gira em torno de um grupo de pessoas que tentam reconstruir as suas vidas depois que um apocalipse zumbi destruiu a civilização e exterminou quase toda a população da Terra. Quem acompanha a série percebe logo que os zumbis são apenas o pano de fundo da verdadeira história [...]

«Ventos de Liberdade» é um novo «Terra e Liberdade» de Ken Loach?

18 de abril de 2016

Margaret McAdam e Martin Ralph,* desde Liverpool, Especial para o Blog CONVERGÊNCIA | Trad. Betto della Santa «Uma compreensão dos antagonismos sociais no interior do movimento independentista – afinal, qual classe social deveria conduzir a luta contra os britânicos? – é nada menos do que a questão central de todo o filme.» “Nosso filme é um pequeno passo para levar os britânicos a encarar sua história imperialista de frente. Quem sabe, se contarmos a verdade sobre o [...]

«Ae fond kiss» ou o Ken Loach in love: pode o revolucionário ser romântico?

5 de abril de 2016

Betto della Santa  |   “Ae fond kiss, and then we sever! Ae farewell, alas, forever!” / “Um beijo apaixonado, e daí nos separaremos! Um adeus, infelizmente, para sempre!” (Robert Burns, Ae fond kiss, 1791, em: Collected Poems of Robert Burns, Wordsworth Editions, Ware, 1994, tradução e adaptação nossas.) “À juventude se censura amiúde por acreditar que o mundo começa apenas com ela mesma. Mas os velhos acreditam ainda mais piamente que o mundo finda com eles mesmos. O [...]

“Chatô, o rei do Brasil”, uma fantasia tropicalista?

29 de novembro de 2015

Marcia Camargos Polêmico, contraditório e estridente. Se Assis Chateaubriand Bandeira de Mello costuma ser caracterizado por tais adjetivos, não é de se estranhar que um filme sobre a sua trajetória de vida também o seja. A começar pelo tempo que levou para ficar pronto. Não se tem notícia, na historiagrafia da sétima arte, de uma produção que consumiu  duas décadas para chegar aos cinemas. Neste sentido, o filme que teve a avant prémière no Cinemax do Shopping Eldorado, na [...]

“Para onde elas foram?” – Um comentário sobre o filme “Que horas ela volta?”

15 de outubro de 2015

Daniel Romero O filme de Anna Muylaert, “Que horas ela volta?”, é uma das melhores produções do cinema brasileiro dos últimos tempos. Está à altura de outros excelentes filmes lançados recentemente, como “Casa Grande” (2014, direção de Fellipe Barbosa) e “O Som ao Redor” (2012, direção de Kleber Mendonça Filho), fechando uma espécie de trilogia sobre as relações de classe no Brasil. No entanto, o filme estrelado por Regina Casé tem um [...]

Que horas são em «Que Horas Ela Volta?» | Cultura e Política • 2015

11 de outubro de 2015

Betto della Santa | «Que Horas Ela Volta?» (QHEV), filme de Anna Muylaert – escalado pelo MinC para representar o Brasil no Oscar 2016 –, se impôs à agenda do debate sobre cultura e política no país. Por uma série de razões e sentidos, que escapam a esquemas unilaterais e explicações fáceis, o longa-metragem conquistou um lugar entre as audiências mais amplas, a crítica de arte e o próprio aparelho cinematográfico. Dificilmente se perfila a interpretações apressadas — [...]

Numa escola em Havana: a geração pós-restauração em Cuba

4 de outubro de 2015

Jorge Badauí  Crianças encantadoras e sensíveis, submetidas à rispidez da vida. A professora maternal e cativante, que faz do seu ofício uma luta por seus alunos. Há uma infinidade de filmes que partem desse contexto. O risco do clichê é sempre desencorajador. A proeza de “Numa escola em Havana” é, precisamente, ser original ao falar do que, à primeira vista, muitos já falaram. O diretor Ernesto Daranas oferece-nos, desde uma escola cubana, símbolo de uma das maiores conquistas [...]

“A polícia trata a gente que é pobre quem nem lixo”: Reflexões sobre o filme Trash

7 de setembro de 2015

Jean Montezuma A frase que dá título a essa breve resenha poderia ter saído da boca de qualquer morador da periferia de Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo ou outra grande cidade do Brasil. Essa constatação grave e de profundo significado é um reflexo da realidade brasileira atravessada e marcada historicamente pelo racismo e por uma profunda desigualdade econômica e social. No Brasil, de acordo com o último censo, mais de 11 milhões de pessoas (6% da população) vivem em favelas ou [...]

Exterminador do Futuro: velho, mas não obsoleto

29 de julho de 2015

Otavio Luiz Pinheiro Aranha   A história é aparentemente a mesma: no futuro, as máquinas dotadas de inteligência, travam uma guerra contra os seres humanos. Em cenas apocalípticas, os sobreviventes, liderados pelo enigmático John Connor, resistem a todo custo à dominação das máquinas. Para por fim à resistência, os robôs enviam um exterminador ao passado, com o objetivo de aniquilar a mãe do líder guerrilheiro, impedindo assim seu nascimento. Sabendo desses planos, John [...]

Dois dias, uma noite, um caminho sem atalhos

9 de março de 2015

Natalia Conti Uma análise distraída poderia presumir que o filme Dois dias, uma noite trata de uma história banal, e a princípio pode não convencer como candidato a filme de peso. Ao contrário disso, os diretores Luc e Jean-Pierre Dardenne, nos colocam diante de uma série de questões sensíveis e inquietantes, em um misto de cinema político e do cotidiano. Abordando um tema aparentemente distante, patriado em terras europeias, parece estar nos ambientando a perguntas e vivências [...]
1 2 3
[email protected] [email protected]