Colóquio internacional discute o colapso das ditaduras em uma perspectiva marxista

image_pdfimage_print

Quarta, quinta e sexta da próxima semana, no IFCS-UFRJ

Colóquio Internacional

O Colapso das Ditaduras

 

Programação geral

 

24/10 (Quarta-feira)

8:30 -09:00 – Credenciamento

 

09:00 -09:30 – Abertura oficial

  • · Renato Lemos (Brasil)
  • · Fábio Lessa (Diretor do Instituto de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro).
  • · Mônica Grin (Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em História Social História da Universidade Federal do Rio de Janeiro).
  • Raquel Varela (Portugal)

 

10:00 -12:00 – Mesa-redonda/ Roundtable – O colapso das ditaduras (com tradução simultânea)

  • · Theotônio dos Santos (Brasil)
  • · Valério Arcary (Brasil)
  • · Tamás Krauz (Hungria)
  • · Coord. António Paço

 

12:00 -14:00 – Almoço

 

 

14:00 -16:00 – Apresentações de trabalhos

 

O golpe de 1964 no Brasil – Coord. Rômulo Mattos

  • · O empresariado e as relações Brasil-Estados Unidos no caminho do golpe de 1964 – Martina Spohr
  • · A ditadura desenhada – prós e contras diante do golpe – André Gustavo Ubinski
  • · O terror de Estado em São Luís: uma análise construída pelo jornal O Imparcial – Rafael Ferreira Cutrim
  • · Reflexões sobre a profissionalização militar e o golpe burguês-militar de 1964 – Camila Fernandes Bravo

Forças Armadas e regimes políticos  – Coord. Aloysio Carvalho

  • · Guerrilha de Caparaó (1966-1967): esquerda militar em resistência à ditadura militar – Márcio Francisco Carvalho
  • · Os oficiais brasileiros da reserva e a defesa da memória institucional do 31 de março de 1964 – Fernando da Silva Rodrigues
  • Da ditadura militar nacionalista à ditadura civil-militar neoliberal: Forças Armadas e participação política no Peru (1968-1993) – Vanderlei Vazelesk

Ditadura e política na Argentina  – Coord. Rachel Cardoso

  • · Da “Ttriple A” ao terrorismo de Estado: o terror ampliado na ditadura civil-militar argentina de 1976 – Marcos Vinicius Ribeiro
  • La recomposición del movimiento obrero durante la última dictadura militar argentina bajo el liderazgo de Saúl Ubaldini (1980-1983) – Carla Sangrilli
  • Argentina em conflito: as disputas entre a Central Geral do Trabalho (CGT) e a ditadura de Juan Carlos Onganía – Manoel Afonso Ferreira Cunha

Ditadura e memória no Brasil  – Coord. Gilberto Calil

  • A quem interessa? Um debate sobre a memória construída em torno da ditadura brasileira (1964-1985) – Cláudio B. de Vasconcelos
  • Pode a vítima falar? O testemunho como recipiente de memórias traumáticas – Lucas Amaral de Oliveira
  • História e memória: na busca pelo direito à Anistia- GEUAr (1994-2002) – Esther Itaborahy Costa

Ditadura e transição política no Brasil  – Coord. Rejane Hoeveler

  • Ditadura: um programa saindo do ar – Paulo Roberto de Azevedo Maia
  • Transição democrática no Brasil e a Assembleia Nacional Constituinte 1987-1988: permanências e rupturas – Heloísa Fernandes Câmara
  • A redemocratização na proposta do Partido dos Trabalhadores – Amanda Cristine Cezar Segura

16:00-16:30 – Coffee break

 

16:30 – 18:30 – Debate: Crise económica, Estado Social e resistência dos trabalhadores

Promoção: revistas Outubro e História & Luta de Classes

Moderadores: Felipe Demier (historiador, revista Outubro) e Gilberto Calil, historiador (revista História & Luta de Classes)

  • Hungria. Do liberalismo ao neofascismo – Tamás Krausz, historiador, revista Eszmélet, Hungria
  • Possibilidades e limites do reformismo no Brasil contemporâneo – Valério Arcary, historiador, revista Outubro, Brasil
  • Quem paga o Estado Social? – Raquel Varela, historiadora, revista Rubra, Portugal
  • Marikana: as armadilhas da libertação nacional – Claire Ceruti, historiadora, revista Socialism from Below, África do Sul

19:00 – 21:00 – Mesa-redonda  – A dimensão internacional na mudança de regimes políticos

  • · Serge Wolikow (França)
  • · António Paço (Portugal)
  • · Encarnación Lemus (Espanha)
  • · Coord. Marcelo Badaró

 

 

25/10 (Quinta-feira)

 

9:00 -11:00 – Apresentações de trabalhos

 

Ditadura e revolução em Portugal – Coord. Gilberto Calil

  • · As contribuições do intelectual exilado Vítor Ramos para o colapso do salazarismo: sua presença no jornal Portugal Democrático (1955-1974) – Fábio Ruela de Oliveira
  • · A edição política e a denúncia da ditadura em Portugal (1968-1977) – Flamarion Maués
  • · Comissões de Trabalhadores e o movimento operário no Portugal pós-25 de Abril – Miguel Angel Pérez Suárez

Ditaduras no Cone Sul – Coord. Fernando Rodrigues

  • · A ditadura brasileira em relação aos seus pares latino-americanos – Janaína de Almeida Teles
  • · A denúncia nas telas: cinema e representações políticas dos colapsos das ditaduras e das transições democráticas na Europa e na América Latina (décadas de 1970 – 1980) – Wagner Pinheiro Pereira
  • · Ditadura militar na fronteira sul do país: resistência, repressão e rotas de exílio – Marília Brandão Amaro da Silveira

Ditadura e movimentos sociais no Brasil – Coord. Camila Bravo

  • · A Diocese de Nova Iguaçu: uma Igreja nova, pobre e de periferia em tempos de repressão política (1974-1980) – Gabriel do Nascimento
  • · A comunidade de informação e segurança no processo de abertura política no Brasil e a visão sobre a atuação do Movimento Amigos de Bairros (MAB) em Nova Iguaçu, Rio de Janeiro (1974-1985) – Abner Sotenos
  • · Movimentos Comunitários. Experiências de participação em Juiz de Fora, MG – 1974-1988 – Luciana Verônica Silva Moreira

 

11:00 -13:00 – Mesa-redonda – O colapso das ditaduras e os conflitos sociais  (com tradução simultânea)

  • · Marcelo Badaró Mattos (Brasil)
  • · Raquel Varela (Portugal)
  • · Ricardo Antunes (Brasil)
  • · Coord. Felipe Demier

 

13:00 -14:30 – Almoço

 

14:30 -16:30 – Apresentações de trabalhos

 

Ditadura e coerção no Brasil  – Coord. Fernando Rodrigues

  • · A contradição eleitoral: da realização ao cancelamento das eleições diretas na ditadura militar – Priscila Oliveira Pereira
  • · O terror de Estado no Maranhão: quem eram os perseguidos pelo DOPS? – Sarah Fernanda Moraes Gomes
  • · Assessoria de Segurança e Informação – ASI/UFF no espaço de significação universitário: uma célula do poder do Serviço Nacional de Informação de 1964 a 1985 – Rosale de Mattos Souza

Fascismo, Nazismo e Integralismo – Coord. Enrique Padrós

  • · Plínio Salgado em Portugal: a difícil atualização do fascismo no contexto de pós-guerra – Gilberto Grassi Calil
  • · O Estado Novo e o Movimento Integralista. A atuação de Raymundo Padilha na reorganização da AIB durante o período de exílio de Plínio Salgado – Alexandre Luís de Oliveira
  • · Liberdade e resistência no Grupo Rosa Branca – Maria Visconti Sales

Ditadura e mudança política no Brasil  – Coord. Aloysio Carvalho

  • · Samuel Huntington e a transição gradualista no Brasil (1972-1974) – Rejane Carolina Hoeveler
  • · As propostas militares não “esguianas” para transição brasileira (1977-1983) – Tiago Monteiro
  • · A contrarrevolução de 1964: colapso ou transição? – Roziane Ferreira da Silva Cerqueira / Rogério Fernandes Macedo

 

16:30-17:00 – Coffee break

 

17:00 -19:00 – Apresentações de trabalhos

 

O fim do Franquismo – Coord. Felipe Demier

  • · The anti-francoist social movements in Barcelona: social and political victims becoming the founders of a new democratic civil society under dictatorial rule – Florian Musil
  • · La memoria es de ayer, pero sirve para mañana”: as tensões entre história e memória à luz da historiografia recente sobre a Guerra Civil Espanhola (1936-39) – Marco Antônio Pereira
  • · La democracia (no) es el mercado. El mundo de los negocios ante el colapso de las dictaduras en la Península Ibérica – Ángeles González Fernández

Ditadura e coerção no Brasil  – Coord. Enrique Padrós

  • · As ditaduras de segurança nacional e o uso político do silêncio – Silvania Rubert
  • · Terror de estado no Brasil: repressão e censura através da imprensa no Maranhão (1964-1974) – Mariana Pinheiro de Sousa
  • · “Meu filme não é extremista”: Roberto Farias e “Pra frente Brasil!”. Censura e posicionamento político – Wallace Andrioli Guedes

Anistia e processo político no Brasil  – Coord. Tiago Monteiro

  • · O Comitê Brasileiro pela Anistia e a descompressão política (1978-1980) – Cristina Monteiro de Andrada Luna
  • · Algumas reflexões sobre a transição política no Brasil e a anistia enquanto instrumento de autoproteção do Regime – Alessandra Gasparotto / Renato Della Vechia
  • · Anistia e conciliação na ditadura civil-militar brasileira – Carla Simone Rodeghero

Constituição e crise do mundo socialista  – Coord. Rômulo Mattos

  • Herdeiros do Muro: análise comparada da reação pública de cinco partidos comunistas sul-europeus aos acontecimentos históricos de 1989/1991 – Álvaro Cúria
  • “Arcana Imperii” pós-1989: A política de abertura dos arquivos policiais na transição Búlgara – Elitza Bachvarova
  • The collapse of traditional culture as perceived dictatorship:  Russia, a case study – Anna Geifman

19:00 – 21:00 – Mesa-redonda – Mudanças de regime na América Latina

 

  • · Enrique Serra Padrós (Brasil/Uruguai)
  • · Manuel Garretón (Chile)
  • · Renato Lemos (Brasil)
  • · Coord. Demian Melo

26/10 (Sexta-feira )

9:00 – 11:00 – Apresentações de trabalhos

Historiografia da ditadura brasileira – Coord. Demian Melo

  • · O regime ditatorial brasileiro em foco: balanço da produção historiográfica na pós-graduação (1995-2010) – Carine Muguet
  • · Revendo a “hegemonia cultural de esquerda”: a visão da produção das ciências sociais sobre a atuação dos artistas de esquerda da década de 1960 – Larissa Costard
  • · Historicizando um conceito: a “ditabranda” – Carla Silva

Ditadura e mudança política no Brasil  – Coord. Tiago Monteiro

  • · Liberalização e regime autoritário no Brasil – Aloysio Henrique Castelo de Carvalho
  • · Projetos editoriais de esquerda e o processo de redemocratização brasileiro – Andréa Lemos Xavier Galucio
  • · A Folha de São Paulo, a memória histórica e o acontecimento: passado e o futuro presentes em tempos de Diretas-Já – Tâmyta Fávero

Ditadura e processo político no Chile – Coord. Rachel Cardoso

  • · A luta pela democracia: olhares brasileiros sobre as jornadas nacionais de protesto no chile (1983-1984) – Carlos Domínguez Avila
  • · La crisis del régimen de Pinochet y sus partidarios civiles: la Unión Demócrata Independiente (UDI) y Renovación Nacional (RN), 1988-1990 – Pablo Rubio Apiolaza
  • · “El sentido de la transición”: discursos políticos da direita chilena nos anos 1980 – Eric Assis dos Santos

11:00 -13:00 – Mesa-redonda  – As transições incompletas

  • · Claire Ceruti (África do Sul)
  • · Procopis Papastratis (Grécia)
  • · Coord. Raquel Varela

13:00 -14:30 – Almoço

 

 

 

 

14:30 -16:30 – Apresentações de trabalhos

 

História e teoria: como definir os regimes?– Coord. Carla Nascimento

  • · Totalitarianism, authoritarianism, dictatorship:  Juan Linz’s concept revisited – Jean-William Dereymez
  • · Bonapartismo e ditadura militar: algumas interpretações do Brasil pós-Golpe de 1964 – Felipe Demier
  • · “Ditadura civil-militar”? Os impasses de uma discussão conceitual – Demian Bezerra de Melo

Ditaduras e políticas de Estado/ Dictatorships and State policies – Coord. Camila Bravo

  • · O regime do apartheid e seu programa nuclear – Edson Perosa
  • · Diretrizes da política econômica da ditadura civil-militar: fundamentos para o projeto privatista brasileiro dos anos 1990 – Monica Piccolo Almeida
  • · Reforma agrária, instrumento de governos militares? – Daniel Polatto

Ditadura e oposição no Brasil – Coord. Carla Silva

  • · Música e ditadura no Maranhão: canções como elementos de contestação a partir do AI-5 – Wilson Pinheiro Araújo Neto
  • · Imprensa e oposições políticas na década de 1970: a experiência dos jornais Opinião e Movimento – Hugo Bellucco
  • · O futebol brasileiro em clima de “Diretas Já” – Romulo Mattos

Memória e justiça do passado – Coord. Cristina Luna

  • Justiça de Transição no Brasil e na Argentina: normas internacionais de direitos humanos, ativismo transnacional e mudança política – Emerson Maione de Souza
  • Um novo lugar para o testemunho a partir dos processos sobre terrorismo de Estado no Cone Sul – Roberta Cunha de Oliveira
  • La situación de los archivos de la represión  después del fin de las dictaduras: una comparación Europa oriental / America Latina – Bruno Groppo
  • Arte colectivo e instituciones artísticas en las ciudades de Buenos Aires, Lima y São Paulo.  Una perspectiva comparada 1997-2007 – Cecilia Vazquez

Ditadura e processo político no Chile  – Coord. Rachel Cardoso

  • “Ley Maldita’: A Ley de Defensa Permanente de La Democracia de Videla e o desvio para ‘La Vía Chilena’ – Mariana Sulidade  / Romario Basilio
  • Ariel Dorfman e o longo adeus a Pinochet – Cláudio Pereira Elmir

16:30 -17:00 – Coffee break

17:00 -19:00 – Mesa-redonda – Transições políticas e memória

  • · Constantin Iordachi (Hungria)
  • · Fernando Rosas (Portugal)
  • · Jessie Jane Vieira de Souza (Brasil)
  • · Coord. Renato Lemos

19:00 – 21:00 – Sessão de encerramento  – Palestra

Fernando Rosas – Do golpe militar à revolução de 1974/75: singularidades históricas da “transição” em Portugal

dapascarissa bua@mailxu.com