Valério Arcary

Junho 2013, um ano depois: os três campos em que se dividiu a esquerda

6 de junho de 2014

Valerio Arcary “A desordem que produz um atentado terrorista nas fileiras da classe operária é muito mais profunda. Se para alcançar os objetivos basta armar-se com uma pistola, para que serve esforçar-se na luta de classes? Se um pouco de pólvora e um pedaço de chumbo bastam para perfurar a cabeça de um inimigo, que necessidade há de organizar a classe? Se tem sentido aterrorizar os altos funcionários com o ruído das explosões, que necessidade há de um partido? Para que fazer [...]

25 de abril: a revolução portuguesa (3)

28 de abril de 2014

Valério Arcary “À sombra de uma azinheira, que já não sabia a idade, jurei ter por companheira, Grândola, tua vontade.” ( Zeca Afonso, cantor popular.) O IV governo provisório se instala em 26 de março de 1975. A África estava perdida para o decadente imperialismo português. A burguesia passou, seriamente, a temer o pior, também, na metrópole. Reorientou-se, apressadamente, para o projeto europeu. A reconstrução da autoridade do Estado, a começar pelas Forças [...]

25 de abril: a revolução portuguesa (2)

25 de abril de 2014

 Valério Arcary “O êxito fácil demais do 25 de novembro, que é sua principal originalidade, obriga a examinar com mais atenção a política seguida pelo PCP, pela ala esquerda do MFA e pelos grupos da esquerda revolucionária.” (Francisco Martins Rodrigues, alias, Chico Martins.)[1] Em 1972, o general Antônio Spínola publicou o livro Portugal e o Futuro. O Governo de Marcelo Caetano autorizou a publicação do livro. O parecer favorável foi feito por ninguém menos que o [...]

25 de abril: a revolução portuguesa

24 de abril de 2014

Valério Arcary É frágil o pano que veste as velas do desengano (Sérgio Godinho, cantor popular português) Já se disse que as revoluções tardias são as mais radicais. No 25 de Abril de 1974 ruiu a ditadura mais antiga do continente europeu. A rebelião militar organizada pelo MFA, uma conspiração dirigida pela oficialidade média das Forças Armadas que evoluiu, em poucos meses, de uma articulação corporativa para a insurreição, foi fulminante. Abatida militarmente por uma guerra [...]

Partidocracia, partidofobia, horizontalismo e método do consenso

26 de março de 2014

Valério Arcary “O problema da organização é dificílimo, muito complexo, porque encerra, em si mesmo, uma contradição que às vezes se torna aguda. Toda organização ou estrutura é conservadora, precisamente porque tende a evitar que o que existe desapareça, destrua-se. Porém, ao mesmo tempo, a classe operária necessita de organizações revolucionárias para lutar contra a burguesia e derrotá-la, isto é, destruir o sistema capitalista.”[1]                     [...]

E agora PT ?

3 de março de 2014

Valerio Arcary A reeleição de Lula em 2006, e a eleição de Dilma Rousseff em 2010 foram alicerçadas nos ventos favoráveis da situação econômica mundial entre 2003-2008, e a retomada do crescimento em 2010: a preservação da inflação baixa, o aumento lento, mas constante do salário mínimo, a preservação do salário médio, e a diminuição do desemprego que permitiram o acesso ao crédito, e a extensão de políticas públicas como o Bolsa-Família. Mas o Brasil começou a mudar [...]

As cinco crises do PT

24 de fevereiro de 2014

Valerio Arcary “Vinho e riqueza mudam o homem mais sóbrio.” (Sabedoria popular portuguesa.) Tudo que existe se transforma. Nenhuma mudança, contudo, ocorre sem uma crise. Uma crise se abre quando a acumulação quantitativa de conflitos, até então geridos de forma rotineira, porque a força de inércia pode ser muito poderosa, impõe a necessidade de um giro. Decisões que foram adiadas, indefinidamente, precisam então ser enfrentadas. A história de organizações políticas [...]

Do petismo ao lulismo

17 de fevereiro de 2014

Valerio Arcary Estudar a história do PT é tema imprescindível para a esquerda brasileira. Porque o perigo de repetir, uma, duas e mais vezes os mesmos erros não é pequeno. Não nos deve preocupar que haja polêmicas na interpretação. O que deve nos assombrar é que não haja uma discussão, até apaixonada, sobre as mutações do petismo em lulismo. Existem dois perigos simétricos. O perigo da mimetização, ou da imitação, muito tentador para a geração mais madura de ativistas que [...]

O aniversário do PT: porque não vamos cantar parabéns?

12 de fevereiro de 2014

Valerio Arcary Não há porque não lembrar que a formação em 1979/80 de um PT sem patrões, que evoluiu para a influência de massas, rapidamente, nas grandes cidades do Estado de São Paulo, liderado por um líder grevista metalúrgico, sem relações internacionais sólidas foi um fenômeno político admirável, porém, imprevisto. O PT foi o maior partido da história da classe trabalhadora brasileira no século XX. Nos anos oitenta, Lula e a direção do PT (que organizou a corrente [...]

Vorkuta: o destino final dos trotskistas soviéticos

20 de janeiro de 2014

Valério Arcary “Somos muito pouco numerosos neste momento: algumas centenas, em torno de quinhentos. Mas estes quinhentos já não claudicarão. São homens temperados, que aprenderam a pensar e a sentir por si mesmos e que suportam com tranquilidade a perspectiva de uma perseguição sem fim ” (Victor Serge) Vorkuta, ou “lugar repleto de ursos” é, segundo a geografia, uma vila mineira (de carvão mineral), localizada na República Autônoma dos Komi, na Rússia, ao [...]
1 3 4 5 6 7 9
[email protected] [email protected]