Colaboradores

image_pdfimage_print

170 anos do Manifesto Comunista de Karl Marx e Friedrich Engels: um documento político que perdurou na história (Parte 1)

19 de fevereiro de 2018

Por: Michelangelo Torres. professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Doutor em Ciências Sociais pela UNICAMP “Este manifesto, o mais genial entre todos os da literatura mundial, surpreende-nos ainda hoje pela sua atualidade”. León Trotsky (2010 p.159) Seu nome viverá através dos séculos, e com ele a sua obra. Friedrich Engels (1976 p.214) Introdução Se não é possível apreciar a teoria social de Karl Marx (1818-1883) sem ler o Manifesto, [...]

James Cannon contra a burocracia stalinista

4 de janeiro de 2018

A academia dá muito pouco valor aos teóricos trotskistas. Isso é uma injustiça. Gostaria de compartilhar um pouco da leitura que estou fazendo do livro A História do Trotskismo Norte-Americano, de James Cannon, particularmente do capítulo 3, disponível online. (http://docplayer.com.br/61616731-O-comeco-da-oposicao-de-esquerda.html) Vamos estudar marxismo? Por: Jéssica Milaré, colunista do Esquerda Online A campanha antitrotskista Em 1923, na União Soviética, iniciou-se uma batalha [...]

O tempo, as ideias, o sujeito: um ensaio sobre o tema “opressões”

27 de dezembro de 2017

“Há uma linha tênue entre sustentar a impraticabilidade de representar a totalidade e afirmar sua inexistência.” (Terry Eagleton. As ilusões da Pós-modernidade) Por Paula Farias, de Fortaleza, CE e Sonara Costa, de Niterói, RJ Apresentação Pós-modernidade, pós-estruturalismo, pós-marxismo, anticapitalistas, são muitas as vertentes que existem no movimento de opressões, todas vinculadas de alguma forma a correntes de pensamentos que expressam uma visão de mundo, que apresentam [...]

A evolução ideopolítica e organizativa da classe trabalhadora brasileira – Parte 1

20 de dezembro de 2017

Por: Juary Chagas Da desagregação ao classismo: a experiência com a velha colaboração de classes e o foquismo As transformações que marcaram o final da década de 1960 e toda a década de 1970 foram elementos determinantes para o desenvolvimento de uma rica experiência político-organizativa da classe trabalhadora no Brasil. O governo ditatorial erguido no Estado brasileiro após o golpe de 1964, após um período de alta polarização social, conseguiu imobilizar quase que [...]

Por que a reforma trabalhista pode significar o fim de boa parte do que restou da indústria brasileira de alta tecnologia?

3 de dezembro de 2017

Patrick G. de Paula Na dialética da dependência (1973), Ruy Mauro Marini teorizou a super-exploração da força de trabalho como um dos traços distintivos essenciais das economias dependentes na América Latina. Para Marini, o passado colonial e a persistência relativamente recente de relações compulsórias de trabalho estariam na base de uma divergência profunda entre os níveis de produtividade do trabalho entre os países latino-americanos e as principais economias industriais, no [...]

Uma nota sobre a corrupção

1 de dezembro de 2017

Por Carolina Freitas E cada novo empréstimo proporcionava à aristocracia financeira uma nova oportunidade de dar o calote no Estado artificialmente mantido no limiar da bancarrota […] Cada novo empréstimo tomado proporcionava uma segunda oportunidade de saquear o público que havia investido seus capitais em papéis do Estado, o que era feito mediante operações na bolsa, em cujos mistérios o governo e a maioria da câmara eram iniciados […]A relação entre Câmara e governo se [...]

Bolsonaro, direita, extrema-direita, fascismo e a instabilidade política permanente no Brasil

20 de novembro de 2017

“Em apenas 18 meses o governo Temer, fruto de um golpe parlamentar reacionário, realizou as seguintes medidas, entre tantas outras: – Reforma do Teto de Gastos; Reforma do Ensino Médio; Reforma Trabalhista; liberação do trabalho escravo; terceirização; pagamento em dia aos rentistas da dívida pública; promoção da privatização do pré-sal, de aeroportos e a venda de tantas outras empresas públicas etc. Porque então as classes dominantes e o imperialismo estariam querendo [...]

O Partido Comunista e a libertação negra na década de 1930

19 de novembro de 2017

Por Paul D’Amato. Publicado originalmente na revista International Socialist Review Tradução: Jéssica Milare, Revisão: Caio Dias Garrido Uma visão comum da esquerda é que o marxismo sempre foi limitado quando se trata de combater o racismo. Como uma política da luta da classe trabalhadora, ela “privilegia” a classe sobre a raça, argumentando que a raça não tem importância, ou na melhor das hipóteses, uma questão secundária. Um autor “neomarxista”, [...]

A Emancipação Negra e a Internacional Comunista

18 de novembro de 2017

Por John Riddell.** Trad. Betto della Santa.*** Um dos eventos mais importantes na história da America negra ocorreu na distante Moscou no início da década de 1920. Lá, em uma conferência de revolucionários de todo o mundo, dois revolucionários negros lideraram o Quarto Congresso da Internacional Comunista – ou Comintern – na adoção de uma estratégia mundial para a emancipação negra. Este encontro histórico ajudou a abrir a porta para o desenvolvimento de uma influente [...]
1 2 3 46
deidrick@mailxu.com longton145@mailxu.com