Diego Braga

image_pdfimage_print

O Nobel de Literatura: uma ambígua celebração dos oprimidos

26 de novembro de 2014

Diego Braga  Não pusemos em dúvida que os escritores laureados com o Prêmio Nobel sejam grandes mestres da literatura quando, em artigo anterior, sugeríamos as motivações políticas deste que é o prêmio literário mais importante do mundo. Deixamos dito, inclusive, que estas motivações têm contradições. Não seguem mecanicamente os direcionamentos políticos dominantes com os quais normalmente se alinham. Segundo Raymond Williams, as instituições culturais, tal como a Academia [...]

Ferreira Gullar, calando sobre política, é um poeta

19 de novembro de 2014

Diego Braga Ao contrário de sua poesia, poucas vezes li a coluna de Ferreira Gullar na Folha de S. Paulo. Das ideias reacionárias, não gosto nem das muito bem escritas. Esta coluna de Gullar que vou comentar me interessou em virtude de uma postagem nas redes sociais que anunciava que “Ferreira Gullar apoia o golpe militar”, acompanhada do link para uma matéria que glosava a sua última contribuição no referido jornal. O texto me pareceu tendencioso e, por isso, decidi ir ao [...]

Prêmio Nobel de Literatura: do surgimento à queda do Leste

8 de novembro de 2014

Diego Braga O anúncio do Prêmio Nobel de Literatura de 2014 para o francês Patrick Modiano não causou muito espanto. É dos autores mais populares na França, embora quando do anúncio do prêmio seus livros estivessem fora de catálogo no Brasil. Nada estranho. Não somos um país de muitos leitores, ainda que com a quinta população mundial[1]. Muito menos de leitores de literatura. Menos ainda de literatura de qualidade. Com certeza, os modianos voltarão às livrarias e o setor social [...]

Não é somente com batalhas campais que se luta uma guerra

1 de outubro de 2014

Diego Braga Como professor de literatura e escritor amador (no sentido de amar o que faço), talvez surpreenda-se o leitor com uma confissão minha: quase via de regra, detesto ler crítica literária. A ojeriza surge normalmente diante daquela de tipo mais comum, acessível e clara, encontrada nos jornais e revistas de grande circulação e determinando as escolhas dos organismos paralelos do mercado editorial: os prêmios e feiras literárias. Com frequência, também tenho asco diante da [...]

Literatura e política na Albânia de Ismail Kadaré

1 de setembro de 2014

Diego Braga 1. A tradição oral e o domínio otomano Os romances do albanês Ismail Kadaré são material privilegiado para a compreensão das potencialidades e limitações políticas da prática cultural literária. Isso se deve ao grau de elaboração e à forma como sua obra se insere no quadro histórico, cultural e político do seu país e da contemporaneidade. Por mil anos, entre o cisma do Império Romano e a queda de Constantinopla, a Albânia marcou os limites aproximados entre o [...]
1 2
naro@mailxu.com